sábado, 4 de março de 2017

Stephanie Kwolek

Stephanie Kwolek



Encontrar inventores que buscam reconhecimento é comum comparado com inventores que buscam salvar vidas.
Graças a invenção de uma química, que trabalhava na DuPont, vários ferimentos à bala foram evitados. Criadora do material popularmente conhecido como Kevlar, utilizado em coletes à prova de balas, roupas esportivas e pneus.



Stephanie Kwolek


S. Kwolek segurando um mero de Kevlar
Nasceu em 1923 em New Kensington, EUA, Stephanie Kwolek perdeu o pai aos dez anos. Em 1946, tornou-se bacharel em química pela Universidade Carnegie Mellon e recebeu o convite de Hale para trabalhar na DuPont, onde permaneceu até se aposentar, graças ao seu extenso trabalho em polímeros.
Kwolek se tornou química na empresa DuPont Experimental Station, Wilmington, Delaware, trabalhava no desenvolvimento de novos materiais para pneus, mais resistente que o aço, quando em 1965 inventou o Kevlar, material mais resistente que o aço.
Se aposentou da empresa em 1986.
Após a notícia de seu falecimento, a presidente da DuPont, Ellen Kullman afirmou que todos se sentiam tristes com a notícia, Stephanie Kwolek era uma química criativa e determinada, além de uma verdadeira pioneira das mulheres cientistas, deixando um legado graças ao sua descoberta.
Morreu em um abrigo em 2014, aos 90 anos.

A Descoberta do Kevlar


Stephanie Kwolek inventou o kevlar em 1960, uma fibra polimérica ultra-forte e extremamente leve, segundo o jornal "The Washington Post" foi uma descoberta acidental.
Kwolek estava procurando um material capaz de substituir os metais usados nos pneus da época, tornando-os assim mais leves e eficientes no consumo de combustível.
Reação para obtenção do Kevlar
Stephanie estava trabalhando com polímeros de cadeia estendida e ricos em benzeno, como o poli-p-fenileno tereftato e polibenzamida,  de difícil dissolução. Finalmente encontrou um solvente adequando, mas a solução precisava ser aquecida à cerca de 200ºC.
A solução obtida era distinta de uma solução típica de polímeros, próximas a um xarope, a solução obtida por Kwolek era aguada e opalescente, isso fez com que o responsável pela fiação se recusasse à fia-la.
Crente que aquela solução era um novo material, Stephanie Kwolek filtrou a solução, mas ainda houve recusa, quando pediu para fiar. Alguns dias depois, o responsável pela fiação, resolveu fiar a solução aguada e para surpresa ela girou, o fio era muito forte e muito duro, diferente de qualquer material já visto.
O polímero de cristal líquido criado por Kwolek é cinco vezes mais forte que o aço, mais leve e apresenta bom desempenho em altas temperaturas, contudo perde propriedades em contato com água ou umidade.
Trama de Kevlar
Hoje o Kevlar é usado em coletes à prova de balas, em roupas esportivas e em pneus resistentes a furos.

Prêmios 


Em 1959 ganhou seu primeiro prêmio, pelo artigo publicado na "American Chemical Society", onde descrevia como obter nylon em bequer na temperatura ambiente. Em 1976 foi condecorada com a Medalha Howard N. Potts, em 1980 recebeu o Prêmio Químico Pioneiro.
É a única funcionária da DuPont em receber a Medalha Lavoiser da empresa por seu excelente trabalho e desempenho técnico, isso ocorreu em 1995. No mesmo ano recebeu o prêmio "National Inventors Hall of Fame", no ano seguinte a Medalha Nacional de Tecnologia e Inovação por suas contribuições para a descoberta, o desenvolvimento e processamento das fibras de aramida de alta performance.. Em 1997 recebeu a Medalha Perkin e em 1999 o Prêmio Lemelson-MIT.




Referencias
Inventora do Kevlar, Stephanie Kwolek morre aos 90 anos
Kevlar inventor Stephanie Kwolek dies
Kevlar® Dare Bigger™ Moments: Inspired by Stephanie Kwolek 
Stephanie Kwolek

Não encontrou no blog? Então escolha o tema! Assim que o artigo estiver pronto, nós te avisaremos!!

Nome

E-mail *

Mensagem *